O prédio, de três pavimentos, abriga o Teatro Gonzaguinha, um auditório, uma sala de vídeo, a galeria de arte Ismael Nery e vinte salas e oficinas onde são ministrados os cursos de formação de artistas e técnicos em profissões ligadas à arte. O Centro promove programação gratuita de shows musicais, espetáculos teatrais, mostras de vídeo e exposições de arte.

O Centro Calouste Gulbenkian foi criado em 11 de março de 1971, na Praça Onze, e recebe o nome de Calouste Gulbenkian em homenagem à instituição cultural portuguesa sediada em Lisboa - Fundação Calouste Gulbenkian. O Centro de Artes Calouste Gulbenkian foi construído em um prédio com uma área interna de 8.800 m ² e área externa de 1.733 m ², com 32 salas, com recursos doados por essa Fundação ao governo brasileiro.

A origem do Centro Calouste está ligada à necessidade de formar professores de Artesanato para atender às Escolas da Rede Oficial do antigo Estado da Guanabara. Em 1975, com a fusão entre os dois Estados - Guanabara e Rio de Janeiro - o Centro Calouste passou a integrar a Secretaria Municipal de Cultura.

A nova estrutura devolveu ao Centro de Artes Calouste Gulbenkian sua importância enquanto Pólo de Serviço Municipal para atender aos interesses da população, nas áreas cultural, artística e social, e o transformou num equipamento uno, onde arte, cidadania e educação se congregam.

Un spazio del comune dove ci sono tantissimi corsi per la popolazione di Rio. Il Centro promuove gratuitamente programmi di show musicali, spettacoli di teatro, video, mostra e le esposizioni di arte.

The three-story building houses the Gonzaguinha Theater, an auditorium, a video viewing room, the Ismael Nery art gallery and 20 rooms and workshops where courses for artists and technicians whose professions are linked with art are ministered. The Center promotes free musical show programs, theater spectacles, video shows and art exhibitions.