Em 1962, Castro Maya criou a Fundação Raymundo Ottoni de Castro Maya, tendo como sede sua antiga residência no Alto da Boa Vista, aberta ao público, em 1964, como Museu do Açude. Em 1968, doou à Fundação sua residência de Santa Teresa – Chácara do Céu – com todo seu acervo histórico-artístico, visando a criação de outro museu. Em 1983, a Fundação Raymundo Ottoni de Castro Maya foi incorporada pelo Governo Federal.

O tombamento dos prédios ocorreu em 23/09/1974, a saber: Livro das Belas Artes, inscrição nº 520; Livro Histórico, inscrição nº 450; Livro Arqueológico, Etnográfico e Paisagístico, inscrição nº 66. Os bens culturais que constituem as coleções dos Museus Castro Maya tiveram sua origem na doação ao público, pelo benemérito industrial Raymundo Ottoni de Castro Maya, da propriedade situada à Estrada do Açude, 764, Alto da Boa Vista, com todo seu acervo artístico, histórico e paisagístico, e da propriedade Chácara do Céu, à rua Murtinho Nobre, 93, Sta. Teresa, incluindo também todo o acervo e, ainda, uma biblioteca de obras raras.

O acervo dos Museus Castro Maya reúne obras de: Aquarela, Cartografia, Cerâmica, Cristais e Vidraria, Desenho, Equipamento Arquitetônico e Urbano, Escultura, Gravura, Guache, Imaginária, Luminária, Mobiliário, Numismática, Peças Hidráulicas, Pintura, Prataria, Têxteis, entre outras categorias.

Questo edificio oggi ospita una collezione permanente di arte moderna (Portinari, Antônio Bandeira, Di Cavalcanti, Iberê Camargo, Guignard, Modigliani, Valminck, Mathieu, così come mobili e oggetti decorativi. Dispone di una collezione con mappe del XVII e XVIII secolo, dipinti, acquerelli, durante il secolo XIX (Debret, Rugendas, Taunay). I beni culturali che costituisce la collezione del museo e grazie alla donazione di Raymundo Ottoni de Castro Maya.

Once the home of connoisseur and collector Castro Maya, this mansion today houses a permanent collection of modern art (Portinari, Antônio Bandeira, Di Cavalcanti, Iberê Camargo, Guignard, Modigliani, Valminck, Mathieu, as well as furniture and decorative items. It also features a collection of Braziliana with maps of XVII and XVIII centuries, paintings, watercolors, engravings and albums by travelers exploring Brazil during the XIX century (Debret, Rugendas, Taunay). Designed by modern architect Wladimir Alves de Souza, this estate offers a panoramic view of the Guanabara Bay and downtown Rio.