Criado em 1912, junto com a Escola de Polícia, com a finalidade de auxiliar nas aulas práticas para a formação de policiais, o Museu da Polícia Civil fora incluído no projeto de reformulação geral da instituição policial do início do século vinte. Com o tempo, o Museu coletou vasto material relacionado à atuação da polícia em diversas áreas como a Polícia Técnica, Medicina Legal, Polícia Política e polícia ostensiva uniformizada.

No acervo destacam-se objetos interessantes apreendidos pela polícia entre 1939 e 1945, no Estado Novo, como calçados infantis com desenho da cruz suástica, bandeira e flâmulas nazistas, material de propaganda do Partido Comunista e do Movimento Integralista e o mobiliário original do gabinete do Chefe de Polícia, datado de 1910. Existe, também, uma coleção de armas de diversas épocas e objetos relativos à falsificações e toxicologia, além de peças que contam a História da Polícia Civil do Rio de Janeiro, intimamente ligada à História do Brasil, e da sua atuação durante uma existência bicentenária.

O Museu da Polícia Civil tem como objetivo o resgate da memória da instituição policial, através da aquisição, preservação, pesquisa, exposição e difusão de evidência de sua história. Como instituição pública, o Museu se apresenta como um espaço cultural aberto à sociedade, integrando-se no corredor cultural do Centro da Cidade.

Creato nel 1912, insieme con l'Accademia di polizia, al fine di assistere a lezioni pratiche per la formazione della polizia, il Museo della Polizia Civile era stata inclusa nel progetto di riorganizzazione generale della polizia.Nel corso del tempo, il Museo ha raccolto un vasto materiale per l'espletamento delle forze di polizia in vari settori, come tecnica di polizia, medicina legale e polizia politica.

Il Museo della Polizia Civile si propone di salvare la memoria della polizia, attraverso l'acquisizione, la conservazione, la ricerca, l'esposizione e la diffusione delle prove della sua storia. Come un ente pubblico, il Museo si presenta come uno spazio culturale aperto alla società, integrando il corridoio culturale del centro città.

Its collecting includes objects produced through police work and it is registered under the International Council of Museums. The building, in the 1910 French eclectic style building was projected by famous architect Heitor de Mello.